Por que o transporte rodoviário é o mais utilizado no Brasil

Por Urano Logística - 15/12/2021

Razões históricas e estruturais ajudam a compreender os motivos que levaram o transporte de cargas no país a ser como é

 

O Brasil é um país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza, mas que não deixa de ser um grande desafio e, às vezes, até mesmo um problema para as logísticas de entrega. É importante lembrar que estamos falando do quinto maior país do mundo em extensão territorial (perdendo apenas para Rússia, Canadá, China e Estados Unidos).

Considerando essa dimensão continental do Brasil e sua vasta extensão litorânea, é de se convir que fazer um transporte eficiente de ponta a ponta não é nada fácil neste país. Os trajetos são longos e nem sempre possuem a qualidade e segurança necessárias.

Existem várias maneiras de se realizar um transporte, ele pode ser, por exemplo, aéreo, ferroviário ou feito por hidrovias. Sendo assim, você já se perguntou por que o transporte de cargas no Brasil é feito majoritariamente pelas rodovias? Para entender melhor, é preciso considerar vários fatores e, até mesmo, fazer um resgate histórico.

 

O que é transporte rodoviário?

Transporte rodoviário é o tipo de transporte que engloba tanto a condução de produtos quanto de pessoas e que é realizado por automóveis (carros, ônibus ou caminhões) em ruas, estradas e rodovias, sejam elas pavimentadas ou não.

 

Quando começou o transporte rodoviário no Brasil?

As primeiras rodovias brasileiras surgiram no século XIX, mas a ampliação da malha rodoviária ocorreu no governo Vargas, com a criação do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem em 1937.

Na segunda metade da década de 1950, a implantação da indústria automobilística, a aceleração do processo de industrialização e a mudança da capital federal para Brasília ampliaram de forma notável o sistema rodoviário, que se tornou a principal via de escoamento de carga e passageiros no país.

É importante destacar que a malha rodoviária brasileira foi criada para ligar os centros de produção aos principais polos econômicos do país, além de conectar pontos importantes de carga e descarga, como portos marítimos, estações ferroviárias e aeroportos.

 

Por que o transporte rodoviário é tão importante?

Tudo aquilo que está a nossa volta, principalmente os produtos que consumimos diariamente, seja como empresa ou pessoa física, precisou chegar até nós de alguma forma. É por meio dos modais de transporte de cargas que matérias-primas, alimentos, eletrônicos, roupas, medicamentos e mais uma infinidade de mercadorias chegam até cada indivíduo. Ou seja, nos dias de hoje, é praticamente impossível viver sem o serviço de transporte.

No Brasil, são utilizados os cinco modais de transporte de carga existentes: transporte rodoviário; transporte aquaviário; transporte ferroviário; transporte aéreo e transporte dutoviário. A escolha por um ou outro costuma considerar, principalmente, o tipo de carga, os custos e o acesso à região em que as entregas serão realizadas.

O transporte rodoviário de cargas é o mais utilizado no país, por isso é tão importante. Para se ter uma ideia, 75% da produção do Brasil é transportada por meio das rodovias. Isso se deve ao fato de que é o tipo de transporte em que há mais investimentos no país, se comparado aos demais.

 

Amadurecimento da malha rodoviária

Como apontado anteriormente, o investimento no sistema rodoviário é uma herança das políticas de infraestrutura das décadas de 1950 e 1960. Nessa época, as rodovias eram vistas como o futuro do transporte e, de fato, isso acabou se concretizando.

Hoje, temos uma estrutura rodoviária madura, com modelos bem implementados. Já a malha ferroviária não foi tão desenvolvida quanto poderia e as hidrovias seguem uma limitação de alcance, por conta da sua própria natureza (afinal, é preciso estar perto do litoral para depender apenas delas).

 

Principais vantagens do transporte rodoviário no Brasil

Com o transporte feito pelas rodovias, as mercadorias podem ser retiradas no local onde foram produzidas ou armazenadas para serem transportadas até o ponto final de quem fez a aquisição. O transporte rodoviário não depende de várias operações de carga e descarga até o produto chegar ao seu destino, como acontece com os outros meios de transporte.

Ou seja, com caminhões o transporte pode ser realizado de ponta a ponta. Esse tráfego direto entre a origem e o destino da mercadoria, feito por vias terrestres, também elimina o manuseio das peças. Como o produto não precisa ser remanejado e manipulado durante o trajeto, ocorre uma redução no número de avarias na entrega.

Além disso, muitas regiões do país só podem ser alcançadas por meio de estradas e rodovias, pois aeroportos e ferrovias levam a mercadoria apenas até determinado ponto da rota. Em muitos casos, a cobertura do trecho é feita integralmente com o transporte rodoviário, pois ele se mostra uma alternativa mais rápida e barata.

A malha ferroviária, por exemplo, pode ser mais vantajosa no transporte de volumes gigantescos, mas quando a carga é fracionada, o transporte em caminhões é consideravelmente mais barato. Os custos de manutenção no transporte rodoviário também são mais baixos em comparação com hidrovias, ferrovias ou aeroportos.

Em alguns casos específicos, opções como o frete aéreo até seriam financeiramente mais vantajosas que o frete rodoviário, mas a burocracia do primeiro traz vantagem ao segundo. No transporte aéreo, mercadorias podem aguardar semanas em postos de liberação e despacho.

A lentidão para liberar os produtos é extremamente prejudicial para qualquer tipo de negócio. Quem compra tem pressa e, se esse anseio não for atendido por um fornecedor, com certeza o cliente achará a solução em outro.

O transporte rodoviário sempre é considerado uma opção interessante e frequentemente utilizada, porque oferece maior agilidade. Outra questão importante é a flexibilidade do transporte rodoviário em relação a rotas e itinerários, o que permite acesso a muitas localidades.

Devido à sua popularidade há anos, o transporte rodoviário é amplamente ofertado e de fácil contratação. Também é importante ressaltar que esse transporte pode ser complementar, ligando a rota de destino de algum produto que utiliza outros modais de transporte. O exemplo mais comum disso é o carregamento de caminhões em portos marítimos.

 

A evolução do transporte de cargas

Visitar o passado sempre nos ajuda a entender o presente e, ao mesmo tempo, permite planejar o futuro com maior grau de assertividade. O desenvolvimento de uma gestão estratégica e eficiente do transporte também exige um conhecimento histórico da sua função, pois é dessa maneira que surgem insights sobre como aprimorar esse serviço e manter a competitividade.

No início da colonização brasileira, o transporte de mercadorias se concentrava basicamente nas áreas litorâneas. Justamente por isso, o modal marítimo era o mais utilizado. No continente, a circulação de produtos era feita com ajuda de animais, que foram domesticados especificamente para desenvolver essa função.

Explorar o interior do país foi um processo lento e que só ganhou espaço em meados do século XIX, impulsionado pelo plantio do café e a construção das primeiras ferrovias e estradas. O sucesso na cultura do café permitiu que o país realmente começasse a expandir sua rede de distribuição, para otimizar o escoamento da produção.

No entanto, a malha rodoviária só se estruturou melhor no século XX, pois o Brasil começou a produzir seus primeiros automóveis em 1920. Além disso, a política de interiorização do presidente Juscelino Kubitschek foi outro propulsor importante. No projeto desse governo, a capital foi deslocada do litoral para o centro, em Brasília, com o intuito de interconectar todas as regiões e construir um amplo sistema de vias para promover a distribuição.

Graças a todos esses fatores, hoje o Brasil possui uma das maiores redes de estradas do mundo, com mais de 1.700.000 quilômetros.

 

A história do transporte rodoviário e do transporte de cargas no Brasil é bem extensa, mas a história da UranoLog também não começou ontem. Se você quer transportar suas mercadorias com segurança e qualidade, clique aqui para pedir um orçamento.

 

Por Urano Logística - 15/12/2021

Comente


Fique tranquilo, seu endereço de e-mail não será publicado.